30 anos do Protocolo de Montreal: camada de ozônio deve voltar aos níveis de 1980 até 2050

eCycle

Até 2005, o consumo de substâncias danosas para a camada de ozônio já tinha caído 95,1%

Criado com o propósito de controlar o consumo de substâncias que destroem a camada de ozônio (SDOs), o Protocolo de Montreal conta atualmente com 197 países signatários, incluindo todos os países-membros da ONU. No dia 16 de setembro, o protocolo comemorou 30 anos de existência, com resultados positivos de uma união de todo o planeta para a realização desse regime multilateral.

Até 2005, o consumo mundial de SDOs já havia sido reduzido em 95,1%. Se as metas do Protocolo de Montreal continuarem a ser seguidas, até 2030, dois milhões de casos de câncer de pele serão prevenidos e, até 2050, a camada de ozônio retornará aos níveis de 1980.

Até 2015, a meta de redução que o acordo previa era de 10% para o consumo de CFCs; o Brasil já efetuou a redução de mais de 16%, segundo Carlos Augusto Klink, o assessor sênior do PNUD.

Para saber mais sobre a camada de ozônio, clique aqui.

Fonte: Pnud

Veja também:
-Buracos na camada de ozônio teriam crescido 40% até 2013 sem o Protocolo de Montreal
-Camada de ozônio: funções, importância e como ocorre degradação
-Ozônio: vilão ou mocinho?


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail