Palestras gratuitas na Fapesp discutem impactos socioambientais da usina de Belo Monte

eCycle

Serão apresentados os resultados de pesquisas realizadas nos últimos cinco anos por uma equipe multidisciplinar, com cientistas de várias universidades brasileiras e do exterior

belo monte
Imagem editada e redimensionada de Amazônia Real

Será sediado na Fapesp, nos dias 27 e 28 de agosto, o seminário Processos Sociais e Ambientais da Construção de Belo Monte, que vai apresentar os resultados de pesquisas realizadas nos últimos cinco anos por uma equipe multidisciplinar, com cientistas de várias universidades brasileiras e do exterior. O grupo avaliou os impactos sociais e ambientais da construção da usina hidrelétrica na região próxima à cidade de Altamira, no Pará.

As pesquisas integram o projeto apoiado pela Fapesp por meio do Programa São Paulo Excellence Chair SPEC, coordenado por Emilio Moran, professor da Michigan State University, nos Estados Unidos, e pesquisador visitante do Núcleo de Estudos Ambientais (Nepam) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

No dia 27, após a abertura, o evento terá as palestras “Apresentação dos Objetivos e Atividades do Projeto SPEC, 2013-2019”, com o professor Moran, e “Apresentação dos Resultados da Pesquisa Urbana – 1ª parte”, com Guillaume Leturcq (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e Cristina Gauthier (MSU).

Leturcq ressalta as grandes modificações observadas do tecido urbano de Altamira durante a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. "A cidade foi modificada por dois principais motivos: a chegada ampla de populações de fora durante os anos de construção, que quase dobrou o número de habitantes, e um aumento dos bairros periféricos para receber os atingidos pela barragem. Assim, entre 2012 e 2018, Altamira vivenciou uma situação caótica, com muitos problemas de violência urbana, falta e inadequação de infraestruturas, desajuste de políticas públicas. As condições de vida eram muito difíceis", disse.

A palestra “Apresentação dos Resultados da Pesquisa Urbana – 2ª parte”, será no mesmo dia, à tarde, e contará com a presença com Marcia Grisotti (Universidade Federal de Santa Catarina) e André Ramos (Unicamp).

A programação do dia 28 contará com as seguintes palestras: “Apresentação dos Resultados da Pesquisa sobre os Ribeirinhos”, com Vanessa Boanada (St. Gallen Institute for Management for Latin America), Maíra Fainguelernt (Unicamp) e Laura Castro (MSU); “Apresentação dos Resultados da Pesquisa sobre Agricultura e Uso da Terra”, com Miqueias Calvi (Unicamp e Universidade Federal do Pará); e “O que aprendemos e a contribuição do projeto para o debate sobre usinas hidrelétricas na Amazônia”, com Moran.

Serviço

  • Evento: Palestras sobre os impactos da construção da usina
  • Data: 27 e 28 de agosto de 2019
  • Valor: gratuito
  • Local: Fapesp
  • Endereço: Rua Pio XI, 1500, Alto da Lapa, São Paulo
  • Saiba mais ou inscreva-se

Este texto foi originalmente publicado por Agência Fapesp de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail