Pare de fumar brincando

eCycle

É lançada máquina que dá brindes para quem se propõe a largar o vício

A novidade ainda não chegou por aqui. Trata-se de uma iniciativa da associação canadense Quitters Unite. Os membros da organização inventaram uma máquina que “come” cigarros e dá brindes para quem abrir mão do seu maço.  Para criar a campanha de conscientização do tabaco, foi colocada uma grande caixa, com uma gravação incentivando o pessoal que passa pela rua a jogar seus cigarros dentro dela. Quando isso acontece, as lâmpadas da caixa se acendem e ela lança um prêmio. Para ficar ainda mais divertido, os prêmios se alternam o tempo todo.

A associação presta serviços de apoio para quem quer parar de fumar. A ideia é que essa caixa de prêmios ajude a promover o concurso Lifestyle Smoke Free, cuja ideia é simples: questiona o que as pessoas fariam com o dinheiro gasto, mensalmente, com cigarros. A melhor resposta vai ganhar um iPad 2.

Consumo individual e coletivo consciente

O cigarro faz mal à saúde, isso não é novidade. Mas, quando aceitamos manter esse hábito, não estamos prejudicando só o nosso corpo, mas o meio ambiente também e de forma assustadora.

Para fazer a secagem das folhas do fumo, os produtores usam as estufas (grandes fornos aquecidos com lenha). Dados da Associação de Fumicultores do Brasil (AFUBRA) contabilizam 115.850 estufas para a secagem do fumo no sul do Brasil. Neste período foram consumidas 37.505.000 árvores para o processo de secagem das folhas, o que dá a dimensão do impacto ambiental.

Além disso, árvores também são sacrificadas para a fabricação do papel utilizado na manufatura do cigarro. Em 1988, foram produzidos 157,9 bilhões de cigarros no Brasil, o que representou 526 milhões de árvores queimadas.

Fonte: arteboxflower


  • Whatsapp
  • facebook
  • twitter
  • linkedin
  • email
  • É lançada máquina que dá brindes para quem se propõe a largar o vício

    A novidade ainda não chegou por aqui. Trata-se de uma iniciativa da associação canadense Quitters Unite. Os membros da organização inventaram uma máquina que “come” cigarros e dá brindes para quem abrir mão do seu maço.  Para criar a campanha de conscientização do tabaco, foi colocada uma grande caixa, com uma gravação incentivando o pessoal que passa pela rua a jogar seus cigarros dentro dela. Quando isso acontece, as lâmpadas da caixa se acendem e ela lança um prêmio. Para ficar ainda mais divertido, os prêmios se alternam o tempo todo.

    A associação presta serviços de apoio para quem quer parar de fumar. A ideia é que essa caixa de prêmios ajude a promover o concurso Lifestyle Smoke Free, cuja ideia é simples: questiona o que as pessoas fariam com o dinheiro gasto, mensalmente, com cigarros. A melhor resposta vai ganhar um iPad 2.

    Consumo individual e coletivo consciente

    O cigarro faz mal à saúde, isso não é novidade. Mas, quando aceitamos manter esse hábito, não estamos prejudicando só o nosso corpo, mas o meio ambiente também e de forma assustadora.

    Para fazer a secagem das folhas do fumo, os produtores usam as estufas (grandes fornos aquecidos com lenha). Dados da Associação de Fumicultores do Brasil (AFUBRA) contabilizam 115.850 estufas para a secagem do fumo no sul do Brasil. Neste período foram consumidas 37.505.000 árvores para o processo de secagem das folhas, o que dá a dimensão do impacto ambiental.

    Além disso, árvores também são sacrificadas para a fabricação do papel utilizado na manufatura do cigarro. Em 1988, foram produzidos 157,9 bilhões de cigarros no Brasil, o que representou 526 milhões de árvores queimadas.

    Fonte: arteboxflower pinterest

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail