Óleo de coco no cabelo: benefícios e como usar

eCycle

Um estudo mostrou que o óleo de coco pode ser utilizado para tratar danos em diferentes tipos de cabelo

óleo de coco no cabelo
Imagem editada e redimensionada de João Pedro Ritter, está disponível no Unsplash

O óleo de coco é famoso por proporcionar diversos benefícios para a saúde. Ele tem fama de fazer bem para o cabelo, pele, dentes, cérebro, sistema circulatório, entre outros. Porém, no que diz respeito aos benefícios que vêm da ingestão, como no caso de melhorar os níveis de colesterol, há controvérsia. Apesar de alguns estudos concluírem que o óleo de coco deva ser utilizado para tratar e prevenir doenças, a Associação Brasileira de Nutrologia se posiciona contra essas recomendações. Para entender mais sobre esse tema leia a matéria: "Óleo de coco: benefícios, para que serve e como usar".

Em contrapartida, o uso de óleo de coco no cabelo e na pele não tem contraindicação. Nesse caso, só há estudos mostrando os benefícios desse tipo de aplicação, diferente dos produtos cosméticos convencionais, que apresentam uma série de riscos para a saúde. Para entender mais sobre esse tema dê uma olhada na matéria: "Conheça as principais substâncias que devem ser evitadas nos cosméticos e produtos de higiene".

Óleo de coco para o cabelo

óleo de coco no cabelo

Um estudo publicado pela Society Cosmetic Chemists mostrou que o óleo de coco pode ser utilizado para tratar danos em diferentes tipos de cabelo. Danos causados no cabelo por causa de penteação, clareamentos realizados quimicamente e queimaduras causadas pelo calor da água quente - do chuveiro, chapinhas, secadores e modeladores de cachos - podem ser revertidos por meio da aplicação do óleo de coco. Isso porque, de acordo com o estudo, ao aplicar o óleo de coco no cabelo obtém-se um filme lubrificante que ajuda a evitar a perda de proteínas e água, formando uma verdadeira capa de proteção para os fios.

Como usar óleo de coco no cabelo

Para cada tipo de cabelo há uma aplicação diferente.

Óleo de coco no cabelo crespo

óleo de coco no cabelo
Imagem editada e redimensionada de Teymi Townsend, está disponível no Unsplash

O cabelo crespo, de maneira geral, possui fios com o formato circular desde a raiz. Esse formato circular faz com que o próprio cabelo seja uma barreira para o escorrimento da oleosidade natural do couro cabeludo até os fios. Dessa forma, o óleo de coco pode ser um ótimo aliado para hidratar o fio crespo.

Sem enxágue

Para realizar a aplicação sem enxágue, coloque uma pequena quantidade de óleo de coco nas mãos e espalhe ao longo dos fios sem aplicar na raiz. Como existem muitos tipos de cabelo crespo, é necessário testar quantidades e modos diferentes de aplicar o óleo de coco. Alguns cabelos crespos talvez exijam óleo de coco apenas nas pontas. De qualquer forma, as partes ressecadas ficarão com um aspecto brilhante e mais escuro, com uma aparência de hidratação. Mas, lembre-se: por se tratar de um óleo, é preciso aplicar em pouca quantidade e ir testando, para não deixar o cabelo com aspecto de oleosidade.

Umectação

A umectação também é uma ótima forma de obter os benefícios do óleo de coco. Para isso, espalhe uma grande quantidade de óleo de coco no cabelo sem lavar separando mecha por mecha e deixe de uma a seis horas. Então lave normalmente com shampoo e condicionador. O cabelo ficará com um aspecto sedoso, brilhante e macio.

Pré-lavagem

O lauril sulfato de sódio presente no shampoo convencional tem potencial de danificar o couro cabeludo prejudicando a saúde capilar (para entender mais sobre esse tema leia a matéria: "Conheça as principais substâncias que devem ser evitadas nos cosméticos e produtos de higiene"). Para evitar esse tipo de dano, aplique óleo de coco no couro cabeludo antes de lavar o cabelo; ou escolha opções no e low poo, que não destroem as curvaturas dos cabelos. Saiba mais sobre esse tema na matéria: "Low Poo e No Poo: o que é e como fazer".

Cabelo liso, cacheado ou ondulado

óleo de coco no cabelo
Mulher italiana subindo escadaria: imagem editada e redimensionada de Alessio Lin, está disponível no Unsplash

O cabelo liso ou ondulado possui círculos mais abertos ao longo do fio. Em alguns casos, o cabelo nem possui círculos. Isso permite que a oleosidade escorra até o meio ou final do cabelo. Em geral, quanto mais liso, mais oleoso é o cabelo.

Por isso, esse tipo de cabelo não exige tanto a finalização com óleo de coco sem enxágue. Mas nos casos em que os fios são muito ressecados, pode-se aplicar uma pequena quantidade de óleo de coco nas mãos, espalhar nas pontas secas e não enxaguar. O ideal é testar.

Umectação

Como no cabelo crespo, a umectação do cabelo liso, ondulado ou cacheado deve ser aplicada mecha por mecha. Depois da aplicação, é necessário deixar de uma a seis horas. E então lavar normalmente com shampoo e condicionador.

Pré-lavagem

Da mesma forma que acontece no cabelo crespo, os shampoos convencionais que contêm lauril sulfato de sódio retiram a capa de oleosidade protetora presente no couro cabeludo - o que pode danificar o fio. Para evitar esse tipo de dano, aplique óleo de coco no couro cabeludo antes da lavagem convencional; ou escolha opções no e low poo, que não destroem as curvaturas dos cabelos. Saiba mais sobre esse tema na matéria: "Low Poo e No Poo: o que é e como fazer".


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail